08 de março

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
3/02/21 às 15h14 - Atualizado em 18/02/21 às 15h24

Paradas de ônibus mais confortáveis no Park Way

COMPARTILHAR

Pavimentação de baia na pista evita lama e poeira para passageiros. Serviços também chegaram à ciclovia da Quadra 26 da cidade.

 espera pelo coletivo no ponto de ônibus entre as quadras 23 e 24 do Park Way era um tormento para os moradores da cidade, especialmente na época de chuva. Os passageiros ficavam molhados e sujos de lama quando o veículo se aproximava da parada. O problema foi resolvido graças à atuação do GDF Presente e da Administração Regional do Park Way.

A baia onde o veículo parava na pista em frente ao abrigo não tinha asfalto e ficava cheia de poças d’água quando chovia. “Quem estava na parada levava um banho quando o ônibus passava”, conta o coordenador do Polo Central Adjacente II, Rodrigo Caverna. As equipes gastaram 14 toneladas de massa asfáltica para asfaltar a baia.

“Ficou maravilhoso ter feito essa melhoria aqui. Antes ficava inviável para o ônibus parar aqui, passavam carros e de maldade jogavam lama nos trabalhadores que estavam na parada”, lembra o aposentado Miguel Pinheiro, 61 anos, morador do Park Way desde 1983. “Nunca tinha visto um serviço de manutenção tão bem feito como agora.”

O ponto de ônibus fica em uma das avenidas principais do Park Way e faz parte da rota do transporte público da cidade. “É uma região movimentada, muita gente pega ônibus ali”, afirma Wesley Gomes Vieira, gerente de Execução de Obras da Administração Regional. “O abrigo de passageiros foi lavado e vamos pintá-lo depois”, acrescenta.

Mais pontos e ciclovia

A Administração do Park Way, que conta com a ajuda do GDF Presente, está reformando vários pontos de ônibus na cidade. Além desse entre as quadras 23 e 24, outras cinco paradas ganharam melhorias e limpeza. “Tiramos a ferragem que estava exposta e pintamos os abrigos”, detalha o gerente de Obras. Outra ação que arrancou elogios dos moradores da cidade foi a manutenção da ciclovia da Quadra 26, que tem cerca de 8 km de extensão, tinha o asfalto estragado em alguns pontos e até partes sem pavimentação. “A população elogiou muito esse trabalho. A gente estava lá recapeando e passou moradores agradecendo e falando que agora dava para correr e andar de bicicleta no local sem o risco de tropeçar ou cair”, afirma Caverna. As equipes também fizeram operação tapa-buracos nas quadras 18, 19, 21 e 24 e limpeza e roçagem nas quadras 1, 4, 5, 7, 8 e 16.


IZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: ABNOR GONDIM

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros